Featured Video

Páginas

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Câncer: Com câncer, mãe e filha batalham juntas para fazer tratamento em Natal


Denilsa e Sara se mudaram de Currais Novos para Natal pra facilitar o tratamento (Foto: Arquivo pessoal/Denilsa Dantas)
Denilsa e Sara se mudaram de Currais Novos para Natal pra facilitar o tratamento (Foto: Arquivo pessoal/Denilsa Dantas)
A pequena Sara Dantas, de apenas 9 anos de idade, foi diagnosticada com leucemia – câncer no sangue – há quase um ano. Em junho, a mãe, durante o tratamento da filha, descobriu que estava com câncer de mama. O pai e o irmão de Sara não são doadores compatíveis e com o diagnóstico do câncer, a mãe perdeu todas as chances de doar para a filha. “Eu fiquei sem palavras. Abriu o chão. Eu estava há quase um ano só cuidando dela, levando pra consulta, pra tratamento, internamento, remédio, comida, tudo era eu. E depois do meu diagnóstico ficou difícil”, disse Denilsa Dantas, mãe de Sara.
A família é de Currais Novos, mas teve que se mudar para Natal para ficar mais próximo dos locais dos tratamentos. "Quando era só a Sara, a gente ficava indo e voltando. Ficávamos em Natal por mais tempo quando precisava, nos internamentos, mas agora viemos de vez", contou Valmir Dantas, pai de Sara e marido de Denilsa. Assista ao lado a matéria exibida no RNTV 1ª edição.

Sara já ficou internada duas vezes na UTI e o pai fala com orgulho da garra da menina. “Ela chegou na UTI sem movimento das pernas, com órgãos comprometidos, sem fala, vomitava de 15 a 20 vezes por dia, só mexia a cabeça. O médico chegou pra mim e disse 'Ore, porque nós estamos fazendo tudo o que podemos e o quadro é delicado'. Com cinco dias ela ficou bem e saiu andando da UTI. Foi um milagre", contou.

Dois doadores de medula óssea compatíveis com Sara já foram identificados, mas as informações no cadastro dessas pessoas estavam desatualizadas e não foi possível entrar em contato com elas. "Se a pessoa faz esse ato tão sublime de ser doador de medula óssea pra salvar a vida de alguém é importante que ele tenha na cabeça que mudando de endereço ele não vai ser encontrado. Então é bom ir ao local onde foi feito o cadastro e atualizar o endereço", disse o médico oncologista Henrique Fonseca.

No Rio Grande do Norte, foram feitos 57 transplantes de medula no ano passado. Este ano, até julho, foram 37. Sara mantém firme a esperança de encontrar o doador que pode mudar a vida dela. "Eu quero que várias pessoas se conscientizem e doem medula óssea pra ajudar não só eu, mas também meus amiguinhos. Eu creio", disse.

O tratamento de Denilsa segue trazendo resultados positivos. Agora, Valmir cuida de Sara e a sogra cuida de Denilsa. A família alugou um apartamento próximo ao Hospital Natal Center, em Natal, onde as duas fazem tratamento, para facilitar os cuidados. Valmir, que é policial militar, se licenciou do trabalho para cuidar da família."Se nós não estivéssemos buscando a Deus, com os joelhos no chão, nós não estaríamos suportando passar por tudo isso. Mas Deus disse 'Eu vos deixo a paz' e ele tem nos dados uma paz tão grande que tem nos ajudado a enfrentar tudo", disse Valmir.

Mãe e filha gravaram um CD de música gospel e o dinheiro arrecadado com as vendas está sendo utilizado no pagamento das despesas. Os CDs podem ser comprados diretamente com Valmir através do telefone (84) 9811.3029.

Como doar medula óssea
Para ser doador de medula óssea é preciso ter entre 18 e 55 anos e estar bem de saúde. O cadastro é feito com uma amostra de cinco mililitros de sangue. O transplante não traz qualquer prejuízo ao doador, que pode até doar outras vezes.

O primeiro passo para quem pretende ser um doador de medula óssea é se cadastrar no Hemocentro da cidade. Quem já é cadastrado como doador de medula óssea pode atualizar o cadastro sempre que necessário no site do Instituto Nacional de Câncer (Inca).
Denilsa e Sara lutam juntas pela vida (Foto: Arquivo pessoal/Denilsa Dantas)
Denilsa e Sara lutam juntas pela vida (Foto: Arquivo pessoal/Denilsa Dantas) 

Fonte: G1.Com

Inscrições abertas no ProUni


Começaram, na última segunda-feira, dia 18, as inscrições para as vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni), da edição do segundo semestre. O candidato deve manifestar interesse pela internet, na página do ProUni. Esse procedimento é novo e as regras foram publicadas pelo Ministério da Educação na última sexta-feira, dia 15.Alex Régis
ProUni mantém inscrições para interessados, até dia 7 de setembro
ProUni mantém inscrições para interessados, até dia 7 de setembro

Podem participar os candidatos que se inscreveram, em todas as opções, em cursos cujas turmas não foram formadas, e os professores da rede pública que estiverem exercendo o magistério da educação básica.

Os prazos de inscrição variam conforme a situação do candidato. Vai até 7 de setembro para o estudante não matriculado no curso da instituição de educação superior em que deseja se inscrever para a bolsa remanescente ou, até o dia 1° de dezembro, para o aluno já matriculado.

A partir de hoje, dia 20, as inscrições serão abertas para os candidatos que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obtido, em uma mesma edição, no mínimo 450 pontos na média das notas das provas e nota na redação que não seja 0. Também nesse caso, o prazo vai até 7 de setembro para os que não têm matrícula e 1º de dezembro para os já matriculados.

A instituição terá o dia útil seguinte ao final do prazo de comparecimento do candidato para registrar o resultado da comprovação das informações no Sistema Informatizado do ProUni (SisproUni). Caso o estudante não compareça ou a instituição não registre o preenchimento da bolsa, a mesma voltará a ser oferecida pelo sistema.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais nas instituições privadas de ensino superior. As integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários-mínimos por pessoa.

O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil para custear o restante da mensalidade. No caso dos professores, é dispensada a comprovação de renda e a participação no Enem.

Fonte: Tribuna do Norte


Prefeito participa de reunião com Exército e reivindica perfuração de poços em comunidades rurais do Assú


Nesta quarta-feira (20), o prefeito do Assú, Ivan Júnior visitou o 1º Batalhão de Engenharia e Construção sediado em Caicó.

Na oportunidade, o Prefeito conversou com o tenente-coronel José Sirnando Cavalcante, comandante do batalhão sobre a formação de parceria para perfuração de poços em comunidades rurais do Assú.

“A reunião foi bastante proveitosa. Estamos otimistas sobre a possibilidade do exército nos ajudar nessa tarefa tão importante para os moradores das nossas comunidades rurais que enfrentam dificuldades por causa da estiagem”, afirmou Ivan Júnior.

Durante a reunião o prefeito esteve acompanhado pelo vereador Antônio José.


SEACOM/Assessoria de Imprensa - PMA

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Assú: Dia do Folclore será comemorado com programação cultural



Nesta semana, durante os dias 19 a 23, a Prefeitura do Assú, por meio da Secretaria de Juventude, Esportes, Eventos e Turismo, com o apoio das Secretarias de Educação e cultura, de Transporte e Serviços Públicos e da diretoria do Cine Teatro Pedro Amorim, irá promover o Rebuliço na Sexta - Arte prá todo lado, uma grande homenagem ao mês do folclore no Brasil, com diversas apresentações e eventos pela cidade. No período, também realiza mais uma edição da sua tradicional “Noite da Boemia”, que nesta edição homenageia o samba.  
A programação foi divulgada pela coordenação contempla diversas formas de arte durante os dias de evento. “A programação será aberta nesta terça-feira (19), às 19:30h, no Cine Teatro Pedro Amorim, com a exposição Varal Fotográfico “Primeira Impressão”, trabalho dos artistas Jean Lopes, Jéssika Mafra, Endson Esron e Tiago Fernandes. a exposição permanece até o dia 23, nos períodos da manhã e noite. Na quinta-feira (21), exibiremos no cine teatro um documentário sobre o folclore brasileiro em sessões na parte da manhã e tarde”, informou o secretário de  Juventude, Esportes, Eventos e Turismo do Assú, Dailson Machado.

O secretário complementou. “Nas noites de quinta e sexta-feira (21 e 22), a partir das 19h, teremos toda a Praça São João Batista envolvida na perspectiva de montar e se criar um cenário vivo de cultura popular. Para isso teremos artistas circense, capoeiristas, exposições, sanfônica, filarmônica, teatro de boneco, música e o Festival de Danças Folclóricas, que será o ápice do projeto já que teremos a oportunidade de conhecer o trabalho que foi construído visando essa participação”, explicou Dailson Machado.

O titular da pasta ainda explicou que todas essas atividades terão a participação de escolas e grupos teatrais e que um prêmio será entregue pela administração municipal. “A Prefeitura dará como forma de incentivo a cada escola ou grupo que apresentar-se no Festival de Danças Folclóricas, um kit esportivo para uso na instituição”.

Noite da Boemia
Nesta edição especial, a Noite da Boemia presta uma homenagem ao ritmo mais característico e influente do país: O Samba. “Será a nossa terceira edição da Noite da Boemia deste ano. No projeto, iremos contar com o talento e a boa voz de Pagode do Barro e Grupo Rosas do Samba com a participação de Cristina de Holanda e do cantor Isaac Galvão. Com toda certeza, o público que comparecer a praça São João Batista irá se deliciar com os grandes clássicos do samba e toda a beleza de letras e arranjos especiais feitos pelos interpretes”, ressaltou  o secretário de Juventude, Esportes, Eventos e Turismo.

Em maio, durante a última edição da Noite da Boemia, o público lotou o espaço na praça São João Batista e cantou  junto com Cristina de Holanda os maiores sucessos da MPB e suas músicas autorais.

“Pretendemos atingir durante os dias de evento o mesmo recorde das últimas edições e encher a praça com bons apreciadores da música de qualidade e do verdadeiro samba de raiz. A população já aprovou a iniciativa, isso é uma prova viva que a boa canção e os grandes interpretes nunca desaparecem”, finalizou o secretário Dailson Machado.

A programação completa do evento está disponível no site da Prefeitura do Assú: http://assu.rn.gov.br/


SEACOM/Assessoria de Imprensa - PMA

Pesquisa Datafolha aponte crescimento de Marina Silva


Pesquisa feita pelo Datafolha para o jornal "Folha de S.Paulo" divulgada na edição desta segunda-feira (18) mostra Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto para presidente, seguida de Marina Silva (PSB), com 21%, e Aécio Neves (PSDB), com 20%.
É a primeira pesquisa que inclui um cenário em que a ex-senadora Marina Silva é o possível nome do PSB no lugar do ex-governador Eduardo Campos, que morreu na quarta-feira (13), em um acidente de avião. O PSB ainda não definiu se Marina será a candidata substituta, mas lideranças dão a escolha como certa.

No levantamento anterior do Datafolha, realizado nos dias 15 e 16 de julho e divulgado no dia 17,Dilma tinha 36%, Aécio, 20%, e Eduardo Campos, 8%.

O percentual de entrevistados que disseram não saber em quem votar ou que não responderam foi de 14% em julho e agora atingiu 9%. Brancos e nulos eram 13%; agora são 8%. O quarto colocado na pesquisa, pastor Everaldo (PSC), aparece com 3% das intenções de voto; no levantamento anterior, tinha os mesmos 3%.

A pesquisa mostra que, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno: Dilma teria 36% contra 46% da soma dos demais candidatos. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 36% contra 36% dos demais, o que indicava uma incerteza sobre a necessidade de segundo turno.

O resultado da atual pesquisa mostra que, se for confirmada candidata do PSB no lugar de Campos, Marina começa a campanha em situação de empate técnico com Aécio Neves, numericamente à frente do tucano: 21% a 20%, dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais.

Marina larga também em situação de empate técnico com Dilma na simulação de segundo turno: Marina com 47% e Dilma com 43%. O Datafolha não pesquisou um cenário entre Marina e Aécio. No cenário entre Dilma e Aécio, a petista tem 47%, e o tucano, 39%.

O levantamento foi encomendado pelo jornal “Folha de S.Paulo”. O Datafolha ouviu 2.843 eleitores em 176 municípios nos dias 14 e 15 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00386/2014.

Veja os números do Datafolha para a pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado):

- Dilma Rousseff (PT): 36%
- Marina Silva (PSB): 21%
- Aécio Neves (PSDB): 20%
- Pastor Everaldo (PSC): 3%
- José Maria (PSTU): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 0%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Brancos/nulos/nenhum: 8%
- Não sabe: 9%

Segundo turno
Nas simulações de segundo turno, o Datafolha avaliou os seguintes cenários:

- Marina Silva: 47%
- Dilma Rousseff: 43%
- Brancos/nulos/nenhum: 6%
- Não sabe: 4%
 
- Dilma Rousseff: 47%
- Aécio Neves: 39%
- Brancos/nulos/nenhum: 9%
- Não sabe: 5%

O Datafolha não realizou a simulação de uma disputa entre Aécio Neves e Marina Silva.
Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Confira abaixo:
- Dilma Roussef: 34%
- Aécio Neves: 18%
- Pastor Everaldo: 17%
- Zé Maria: 16%
- Eymael e Levy Fidelix e Rui Costa: 13%
- Marina Silva, Luciana Genro e Mauro Iasi: 11%
- Eduardo Jorge: 10%

Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 38% dos eleitores – no levantamento anterior, divulgado em 17 de julho, o índice era de 32%. O percentual de aprovação considera os entrevistados que avaliaram o governo como "bom" ou "ótimo". A pesquisa mostra ainda que o índice dos que desaprovam a gestão, ou seja, consideraram o governo "ruim" ou "péssimo", foi de 23% (era 29%). Dos ouvidos, 38% consideram o governo como "regular" (mesmo percentual anterior).


O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:
- Ótimo/bom: 38%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 23%
- Não sabe: 1%



Horário eleitoral gratuito começa dia 19 de agosto


A partir de 19 de agosto (terça-feira) começa o horário eleitoral gratuito de 2014. Durante o primeiro turno, de segunda a sábado, os brasileiros irão acompanhar as propostas dos candidatos à Presidência da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais. Ao todo serão quatro horas e vinte minutos diários de propaganda dos partidos divididos na rádio e na televisão aberta.

Os programas terão dois blocos contínuos de programação de 50 minutos cada. Na TV eles serão às 13h e 20h30. Já no rádio, os blocos começarão às 7h e 12h. Além dos horários pré-fixados,  serão somados mais 30 minutos diários, nas duas mídias, de comerciais de até 60 segundos.

As propagandas ainda são divididas por cargos: às segundas, quartas e sextas-feiras, serão exibidas as propagandas dos candidatos a governadores, deputados estaduais e senadores. Já às terças, quintas e sábados, será a vez dos candidatos s a presidente e deputado federal. Os programas do primeiro turno serão exibidos até  2 de outubro. A ordem de exibição dos programas é definida a partir de um sorteio realizado pelos tribunais eleitorais.

EBC



sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Marina é a preferida para assumir o lugar de Eduardo


O nome de Marina Silva para substituir Eduardo Campos, falecido na última quarta-feira em um acidente de avião, na campanha para presidente da República, começa a ganhar novos e maiores contornos. Único irmão do presidente nacional do PSB, o advogado e escritor Antônio Carlos Campos escreveu uma carta defendendo o nome de Marina Silva para substituir o líder político falecido.Fábio Rodrigues Pozzebom
Atual candidata a vice, Marina Silva tem se recusado a qualquer conversa sobre a nova chapa
Atual candidata a vice, Marina Silva tem se recusado a qualquer conversa sobre a nova chapa

Para Tonca, como é conhecido o irmão de Eduardo Campos, Marina Silva é a pessoa que deve encabeçar a chapa e promover o debate no país “nesse momento difícil”. Ele disse ter convicção que essa seria o desejo do irmão falecido.

“Externo a minha posição pessoal que Marina Silva deve encabeçar a chapa presidencial da coligação Unidos Pelo Brasil, liderada pelo PSB, devendo a coligação, após debate democrático, escolher o seu nome e um vice que una a coligação e some ao debate que o Brasil precisa fazer nesse difícil momento, em busca de dias melhores”, escreveu o irmão de Eduardo Campos.
Ele começou a carta dizendo que havia perdido não apenas o irmão, mas um líder político de talento e firmeza de propósito. “A nossa família tem mais de 60 anos de lutas políticas em defesa das causas populares e democráticas do Brasil”, disse Antonio Carlos Campos, lembrando a trajetória do avô Miguel Arraes, que foi preso e exilado. Ele disse que Eduardo Campos continuou o legado e trouxe uma nova era de desenvolvimento para o Estado de Pernambuco.

“Desde 2013 vinha fazendo o debate dos problemas e do momento de crise por que passa o Brasil, querendo fazer uma discussão elevada sobre nosso país. Faleceu em plena campanha presidencial, lutando pelos seus ideais e pelo que acreditava”, escreveu o irmão.

Antonio Carlos lembrou que o dia de falecimento do irmão foi o mesmo do avô. Enaltecendo as características do líder político Eduardo Campos, o irmão ressaltou: “O mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar e de correr o risco para viver os seus sonhos pessoais e coletivos”.

Em tom de apelo, o irmão de Eduardo Campos pediu para as pessoas não cultivarem as cinzas, mas os ideais do candidato a presidente da República falecido e do ex-governador Miguel Arraes.  Até agora, porém, a ex-senadora Marina  Silva tem evitado se manifestar diante de qualquer provocação de natural eleitoral, em respeito à memoria  do amigo. Fontes políticas assinalam que ela só aceitará falar após o sepultamento de Eduardo Campos, em princípio marcado para domingo, em Recife.

CARTA NA ÍNTEGRA

Não vamos desistir do Brasil
A minha perda afetiva do único irmão é imensa, mas é grande a perda do líder Eduardo Campos, político de talento e firmeza de propósitos.

A nossa família tem mais de 60 anos de lutas políticas em defesa das causas populares e democráticas do Brasil. O meu avô Miguel Arraes foi preso e exilado, não se curvando à ditadura militar. Eduardo Campos continuou o seu legado com firmeza de propósitos, tendo trazido uma nova era de desenvolvimento para Pernambuco. Desde 2013 vinha fazendo o debate dos problemas e do momento de crise por que passa o Brasil, querendo fazer uma discussão elevada sobre nosso país. Faleceu em plena campanha presidencial, lutando pelos seus ideais e pelo que acreditava.

O mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar e de correr o risco para viver os seus sonhos pessoais e coletivos. Ambos faleceram, no dia 13 de agosto, e serão plantados no mesmo túmulo, no Cemitério de Santo Amaro, em Recife, túmulo simples, onde consta uma lápide com a frase do poeta Carlos Drummond: “Tenho duas mãos e o sentimento do mundo”. Essas sementes de esperança e de resistência devem inspirar uma reflexão sobre o Brasil, nesse momento, para mudar e melhorar este país, que enfrenta uma grave crise, sendo a principal dela a crise de valores. Não vamos cultivar as cinzas desses dois grandes líderes, mas a chama imortal dos ideais que os motivava.

Como filiado ao PSB, membro do Diretório Nacional com direito a voto, neto mais velho vivo de Miguel Arraes, presidente do Instituto Miguel Arraes - IMA e único irmão de Eduardo, que sempre o acompanhou em sua trajetória, externo a minha posição pessoal que Marina Silva deve encabeçar a chapa presidencial da coligação Unidos Pelo Brasil, liderada pelo PSB, devendo a coligação, após debate democrático, escolher o seu nome e um vice que una a coligação e some ao debate que o Brasil precisa fazer nesse difícil momento, em busca de dias melhores. Tenho convicção que essa seria a vontade de Eduardo.

Agradeço, em nome da minha família enlutada, as mensagens do povo brasileiro e de outras nacionalidades.

Antônio Campos
advogado e escritor

Fonte: Tribuna do Norte


quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Clima Econômico do Brasil tem menor nível desde 1991


Rio (AE) - O Indicador de Clima Econômico (ICE) brasileiro atingiu em julho o menor nível desde janeiro de 1991, aos 55 pontos, informou ontem a Fundação Getulio Vargas (FGV). A perspectiva cada vez menor para o crescimento da economia do País este ano foi o que mais pesou para o resultado.

O índice é medido no âmbito da Sondagem da América Latina, realizada pela FGV em parceria com o instituto alemão Ifo. Na região, a percepção sobre o ambiente de negócios também piorou, mas em menor medida. No conjunto de países latinos, o ICE caiu 7% em relação abril, para 84 pontos.

No caso do Brasil, o recuo foi de 22,5%, também contra abril. A pesquisa é apurada a cada três meses, junto a analistas do mercado financeiro e alguns agentes de bancos centrais, sem ligação política ou partidária.

Segundo a economista Lia Valls, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV, o resultado foi influenciado tanto pela percepção sobre o momento atual quanto pelas expectativas. “O que pode realmente ter influenciado muito foi a perspectiva de menor crescimento econômico. Isso é algo que pesa”, disse. “Temos a informação do mercado. A cada semana que sai, (a expectativa para) o PIB (Produto Interno Bruto) é revisado para baixo. Há perspectiva de que balança comercial vai piorar, a inflação está elevada”, acrescentou.

Na última segunda-feira, 11, o grupo formado por profissionais de cerca de 100 instituições financeiras consultados pelo Banco Central (BC) reviu para baixo a estimativa de crescimento neste ano pela 11ª vez consecutiva. O Boletim Focus, relatório divulgado semanalmente, mostrou que o PIB deve ter expansão de apenas 0,81% em 2014.

A piora do ICE brasileiro ocorre principalmente por fatores domésticos, ressaltou Lia. “Houve aumento muito grande no peso que se dá aos problemas que o Brasil tem, como inflação, falta de confiança no governo, problemas que antes não eram apontados como tão complicados para o País. Antes, era o problema da falta de competitividade”, citou.

Além do Brasil, a Argentina teve sensível piora no ICE, que passou de 75 pontos em abril para 57 pontos em julho. A principal influência foi, segundo a FGV, a dificuldade de o país renegociar sua dívida com os holdouts, fundos hedge que possuem títulos da dívida pública argentina que não entraram nas reestruturações de bônus feitas pela Casa Rosada em 2005 e 2010

Pressionado por esses resultados, o clima econômico da América Latina piorou mesmo com a melhora no indicador mundial, que subiu 3% na esteira dos indícios de recuperação nos Estados Unidos e do otimismo com a Ásia. Com a queda do ICE brasileiro em julho, o único país com pior clima econômico é a Venezuela, aos 20 pontos, patamar mínimo da pesquisa. “Não vemos no espaço de curtíssimo prazo uma melhora”, avaliou a economista.

Fonte: Tribuna do Norte 


Marina Silva: Líderes do PSB dizem que candidatura de Marina Silva é "natural"


Alice VergueiroMarina Silva era candidata a vice na chapa de Eduardo Campos
Nesta quinta-feira (14), membros das cúpulas do PSB e PPS, partidos compõem a chapa "Unidos Pelo Brasil" (junto a PHS, PRP, PPL, PSL e Rede), antes encabeçada pelo candidato Eduardo Campos, estiveram reunidos em São Paulo. O grupo não falou abertamente sobre discussões acerca da substituição do novo candidato à Presidência pela chapa, mas alguns confirmaram que Marina Silva é a favorita para ocupar a vaga e que isso seria uma escolha do próprio Eduardo Campos, caso não fosse ele o candidato.

Em São Paulo após o acidente de Eduardo Campos, onde o ex-governador pernambucano e mais seis pessoas morreram, estiveram o presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, o líder da legenda no Senado, Rodrigo Rollemberg, o líder na Câmara, Beto Albuquerque, além do presidente nacional do PPS, Roberto Freire. Além deles, outras lideranças da legenda também estiveram juntos, mas negaram discussão sobre a mudança na chapa.

Ao jornal O Globo, o presidente do PSB em Minas Gerais, deputado Júlio Delgado, disse que Eduardo Campos, caso estivesse vivo, gostaria de ver Marina Silva na disputa presidencial. Além dele, o deputado Beto Albuquerque também acredita que a escolha de Marina Silva seria a mais lógica a ser tomada.

"É um sentimento que tenho (de que Eduardo gostaria de ver Marina candidata), pela relação que eles construíram ao longo dos últimos meses", disse Delgado. "Não sei se a Marina, que é nossa grande companheira, aceita ou não. Não a consultamos, não tivemos nenhum diálogo ainda. O nome dela, num primeiro momento, parece ser natural", completou Beto Albuquerque.

O limite para a escolha do novo candidato é o dia 23 de agosto. Contudo, a campanha presidencial no rádio e TV começa na terça-feira (19). Pela ordem do sorteio, a propaganda da coligação "Unidos Pelo Brasil" será a primeira a ser exibida.

Fonte: Tribuna do Norte

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

CDL comercializa mais de 20% dos estandes no lançamento da Fenavale.



Feira de Negócios de Assú e do Vale (FENAVALE) começou muito bem e vendeu mais de 20% dos seus estandes no coquetel de lançamento realizado no auditório do SEBRAE, nesta terça-feira (12/08). O evento foi prestigiado por empresários, parceiros do projeto e a imprensa em geral.
Este ano, a Feira ganha uma nova marca e algumas mudanças no seu formato, ganhando o mercado da festa, onde será criado um espaço para os pequenos empreendedores e também ganhará uma Arena, espaço onde serão realizados os shows de Zezo e Farra de Rico entre as outras atrações.

A Fenavale vai acontecer nos dias 25,26 e 27 de setembro 2014, na Praça São João, na cidade do Assú e contará com uma grande estrutura de estandes, praça de alimentação, palco cultural e arena de shows.

Varias empresas confirmaram presença na FENAVALE e mais de 20% dos estandes foram reservados durante o lançamento do evento o que na opinião do presidente da CDL, Edmilson Albino, demostra o sucesso do projeto que visa em primeiro plano resgatar a presença da região no cenário econômico do estado.  “A procura pelos estandes começou antes mesmo  do lançamento da Fenavale, mais de 20% do espaço já foi reservado e o trabalho está só começando, vamos visitar as empresas e juntos em parceria vamos fazer uma grande feira. Disse Edmilson.

Presente ao lançamento da Fenavale, na condição de representante do prefeito Ivan Lopes Junior, o secretário de eventos da prefeitura do Assú, Luiz Dailson Machado, ressaltou a importância da feira, confirmando que a administração municipal vai apoiar no que for possível para o sucesso do projeto. “É importante para a nossa cidade e importante para a nossa região, é claro que a prefeitura vai apoiar o ressurgimento da Feira, esse é nosso papel e essa é a vontade do prefeito Ivan Junior”, enfatizou Dailson.

O evento é uma promoção da CDL e da Nova 89 FM, com realização das empresas Carimbadas do Chocolate e KN Produções.

No rol de apoiadores estão o SEBRAE/RN, SENAC/RN, Prefeitura do Assú, Rádio Princesa do Vale AM, Assú FM 104, Ministério do Trabalho e Emprego, Sindicato do Comercio Varejista, Ex-Jure Advocacia e Fácil Consultoria & Capacitação.

Informações e vendas: 84- 3331 1014(CDL) – www.facebook/fenavale

Com informações da Assessoria da FENAVALE